Tag Archives: Técnicas de intervenção

Sobre a crise

downloadEntrevistando o professor de economia japonês, Itiro Kubota, convidado pela imprensa esloboviana.

 

Entrevistadora:

 Mikala Kusnetzoff Herzog.

 

 

 O que o senhor pensa sobra a atual situação da ordem mundial, a crise nos continentes, os imigrantes na Europa, a política na Alemanha, Suíça, França, o terrorismo, as guerras, a América do Sul, o Brasil… Enfim, este caminhar da humanidade?

Itiro Kubota responde:

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

IMPROVISAÇÃO, HIPNOSE & PSICOTERAPIA

DSC03153 IMPROVISAÇÃO, HIPNOSE & PSICOTERAPIA by Celso Lugão da Veiga

( Foto: A Árvore Sefirótica,  na concepção de Diogo Lean Veiga)

Abaixo há o resumo da palestra feita no dia   29 de junho de 2012, no X CONGRESSO BRASILEIRO DE HIPNOLOGIA, na UERJ, pelo professor Celso Lugão da Veiga. Após este resumo há uma descrição de como foi realizada e conduzida esta palestra. Mais além será publicado na íntegra o artigo de mesmo nome que originou esta comunicação.     Pretende-se, em um próximo artigo, comentar as impressões sobre o Congresso e se levantar reflexões sobre os rumos da hipnoterapia e da hipnologia, bem como o esclarecimento do que é o empreendimento científico.

 

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Do que se trata fazer psicoterapia… Um show de atuação!

       DSC07701    Do que se trata fazer psicoterapia… Um show de atuação!

E a importância da Rede de Modo Padrão para se entender o cérebro.

No dia 09 de novembro de 2011, às 23:54h recebi por e-mail o relato de um caso clínico e a atuação da terapeuta, minha amiga, que estava exultante (com toda a razão como poderão ler) e compartilhando seus sentimentos.

 A troca de alguns e-mails entre amigos e profissionais, creio, deve ser publicada pois ao ser compartilhada permite análises por prismas científicos de vários ângulos, por exemplo, aproveito para abordar a importância da DMN (Default Mode Network), da psicoterapia estratégica e para fazer reflexões sobre ciência e religião e hipnose.

Segue o caso narrado pela competente e querida amiga Nelsinéa, Néia, a quem chamo, já faz tempo, carinhosa e respeitosamente, e com uma boa dose de humor… Condessa. (A permissão para a publicação é mais um gesto generoso. Obrigado.)

 Desde ontem estou realizada pelos resultados de uma intervenção psicoterápica… Um menino de 3 anos teve uma desidratação braba e foi internado, com infecção intestinal. Fizeram todos os procedimentos e 3 dias depois de  internado,

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Etapas da psicoterapia estratégica com famílias

             dsc04759Etapas da psicoterapia estratégica com famílias (Lugão, 30/10/98)

1 – Iniciando com a família – a aliança terapêutica

A questão do rapport é básica. Em qualquer terapia, individual, casal ou família. Seja em uma “simples” entrevista ou numa situação de perícia é fundamental ser cordial com todos os presentes.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Textos básicos para crise em casos de suicídio

images-aTextos básicos para crise em casos de suicídio.

 (New – Vide Manual da OMS p/ prevenção – Genebra)

Veja também: posição do terapeuta e algoritmo.

 Prof. Celso Lugão da Veiga (Em 07 de outubro de 2007).

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Sobre traumas, dissociações e EMDR

h

Certa vez, em meu consultório, filmei uma sessão com um cliente, e daí tive a sorte de rever o filme mais tarde e ver aquilo que na hora não vi… Enquanto ele relatava emocionado a sua tentativa de fuga dos seus agressores sexuais em sua infância, suas pernas tamborilavam no chão. Explicarei isto mais tarde…

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

O que é Psicoterapia Estratégica?

foto-erickson 

O que é Psicoterapia Estratégica?
E sua inserção no Serviço de Psicologia Aplicada (SPA) da UERJ.

Celso Lugão da Veiga.
01 de maio de 2004.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter