Tributo ao Dr. David Servan-Schreiber

 David rindo  O Dr. David Servan-Schreiber é aquele sobre o qual se poderia dizer: “Foi um grande sujeito”.

Em 1992, quando o participante de uma pesquisa não apareceu para um exame agendado de ressonância magnética no seu laboratório da Universidade de Pittsburgh (EUA), o doutor, considerando-se menos preparado que seus dois outros colegas para lidar com a máquina de ressonância magnética, tomou o lugar no aparelho e o exame mostrou um tumor cerebral (agressivo) do tamanho de uma noz. Foi uma notícia terrível e prá lá de inesperada.  Em seu livro há a narrativa de todo o calvário pelo qual ele passou, e isto é uma reação universal, ou seja, tais notícias sempre geram um impacto enorme na pessoa e em seu círculo próximo. Portanto, é preciso coragem para admitir e para suportar e pedir ajuda.

Evidentemente, o neurocientista somente retornou à sua rotina usual após ser tratado e se recuperar.

 Entretanto, cinco anos depois o tumor reapareceu e ele percebeu que tinha de procurar, por si mesmo, o que poderia fazer para reforçar a capacidade do corpo para combater a doença. Porém, é bom que se declare, jamais postulou contra os tratamentos convencionais, apenas alertou sobre os fatores envolvidos na saúde, tanto para evitar problemas quanto para ajudar quando os problemas já existem ou se manifestaram.

O resultado destas pesquisas foi a obra “Anticâncer”, publicado pela primeira vez em 2007, que detalha as principais alterações no estilo de vida do pesquisador para ajudar o organismo a combater o tumor.

Anticancer

Pois bem, todos nesta situação se desesperam e congelam, porém alguns usam toda a sua capacidade de resiliência para tentar se harmonizar e esticar a vida com qualidade.

 Um grupo menor ainda é capaz de produzir conhecimento para auxiliar a humanidade, principalmente aqueles que sofrem.

O doutor David Servan-Schreiber foi além;  não só apontou meios para auxiliar o tratamento convencional como alertou para a importância da profilaxia fazendo coro com muitas vozes que têm denunciado o abuso  de agrotóxicos, de fatores de contaminação e de outros fatores perigosos para a saúde ( por exemplo, o mercúrio jogado nos mares e que é absorvido pelos peixes que comeremos); a produção insana de alimentos, seja o gado, sejam as aves, empobrecendo suas rações (o ômega 3 que faz muita falta) e enchendo-os de hormônio para o crescimento e o abate rápido. Fica evidente porque um sujeito que se alimenta de produtos saudáveis, mesmo de carne de animas criados no pasto, livres de rações, tem menos problemas, inclusive com o colesterol, do que pessoas que se alimentam dos produtos industrializados, com seus acidulantes, corantes e conservantes; e ainda por cima empobrecidos de elementos fundamentais, como é o caso do já citado Ômega 3.

CurarLester Brown, presidente  do WWI-Worldwatch Institute  em entrevista  à TV Cultura, autor de várias obras, dentre elas, o Plano B 4.0, cujo título é Mobilização para salvar a humanidade, disse:

“A questão não é lucrar menos, mas como construir uma economia em que o progresso econômico possa continuar”

Obs. A expressão “progresso econômico” implica na existência da espécie que criou tal conceito, nós, os seres humanos somos justamente a espécie em questão…

E prossegue L. Brown : “ Fazemos  um check-up anual da Terra, o mesmo check-up que você faz quando vai ao médico. O que vemos nos 17 anos em que editamos o relatório é que, a cada ano, a saúde do paciente se deteriora”.

Plano B 4 0

               Lester Brown    

 
 

 

  
 

 

 

 Sobre Lester Brown declarou Edward O. Wilson,

“Se o Prêmio Nobel da Paz de 2007 tivesse sido estendido a um terceiro ganhador, o candidato lógico teria sido Lester Brown.”  E sobre o Dr. David Servan-Schreiber se pode declarar que através de sua obra e de seu exemplo auxiliou muitos clientes e pessoas, não só deste que redige este tributo mas de muitas outras pessoas. E desta forma trabalhou para a preservação da qualidade de vida da espécie humana.

 7 passos para curar livro

        

 Livro

 

 

Lendo suas obras, principalmente o livro Anticâncer, se percebe muitas conexões com temas que preocupam cientistas e pensadores como Lester Brown, James Lovelock e Noam Chomsky. O leitor interessado poderá ler vasto material na Internet ou em obras publicadas (aconselha-se)  sobre estas três personalidades mencionadas.

Noam Chomsky

E reafirme-se que quem lê suas obras percebe claramente que em nenhum momento ele aconselha a quem quer que seja abandonar os tratamentos convencionais e necessários,  pois ele próprio manteve-se nesta linha de conduta. Fez a cirurgia e usou os medicamentos prescritos.

Talvez fosse bom reiterar também aqui:

 ”  Jamais deixes de seguir os especialistas, consulte mais de um para entenderes bem sobre o teu problema e fazer as escolhas certas, isto é, um profissional que combine competência e confiança. Em geral estes conversam abertamente com seus clientes e não se colocam em pedestais… Ouvem seus clientes, e ouvir ao próximo e dialogar é fundamental para a espécie sobreviver. Se pode perceber isto tanto nas obras de Bertrand Russel, quanto na de Karl R. Popper e nas de Jürgen Habermas, para citar alguns.

Bertrand Russell

Karl Popper Karl R. Popper –>

Quando você tenta falar e o outro não te escuta, existem dois monólogos, mas não um diálogo.

Portanto, como diz a garotada, “Valeu doutor, mandastes muito bem!”

 

Bertrand Russell (acima)

Não acorde o cancer que dorme em você

“Eu tenho muito orgulho, como cientista, de ver colegas assim, trilhando com dignidade, coração  e altivez o seu caminho”.  Lugão

Prof. Celso Lugão da Veiga

Psicoterapia Estratégica

SPA -UERJ

DSSimagesCAUGB0G4Cozinha turca

FrutasimagesCAGIUWOP

Servan-SchreiberBicicleta

 

 

jesus dinolivro Popper

 

 

 

 

Miséria do historicismo Karl Popper

Russel e Einstein Manifesto Bertrand Russell e Albert Einstein (Manifesto)

 

David ServanCabeças

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Leave a Reply