Resultados para 'Ciência'

Sobre a aprendizagem da psicoterapia

2012-03-10 16.14.10  Olá.

Na verdade o título original deste pequeno artigo segue abaixo. Eu o produzi em 2002 diante da percepção de que muitos supervisandos ou “aprendizes de feiticeiro” entram em pânico ou se abatem diante de sentimentos, experiências e leituras quando chegam no estágio de psicoterapia estratégica e se deparam com a enciclopédia, com o mito, e antes de tudo honorável e humilde Lugão. Esta experiência, relatada por muitos, de nada saber, ou de que nunca conseguirá chegar aonde o professor chegou; enfim, este sentimento de se sentir oprimido pelo enorme manancial de conhecimento externo… Em qualquer área de aprendizagem… Acreditem, esta é uma experiência universal, se assim se pode chamar as experiências que ocorrem neste pálido planeta azul, como diria Carl Sagan.

(Foto tirada no Observatório Nacional – RJ)

Tributo a Richard Feynman

imagesTributo a Richard Feynman
Após ler mais três obras sobre Richard Feynman fiquei mais fascinado ainda por este grande cientista. Tanto o seu lado humano quanto a sua incrível capacidade científica, avaliada naturalmente por suas contribuições à ciência, são admiráveis.
A leitura destas obras… Está a brincar Sr. Feynman, Nem sempre a brincar, Sr. Feynman (ambos da editora Gradiva, daí o portugues de Portugal, como no caso da nave espacial Challenger, chamada de Vaivem) e O arco-íris de Feynman (ed. Sextante, escrito por L. Mlodinow, seu colega no Caltech), permite apreciar momentos de alta sensibilidade, alguns trágicos inclusive, como todo o processo da morte de sua mulher, até momentos hilários e outros geniais.
Estas obras podem dar uma imensa contribuição a formação do caráter dos jovens pretendentes a uma carreira científica (por exemplo, a metáfora do jogo de xadrez dos deuses, no vídeo 3/4), mas não apenas isto… As palavras de Richard Feynman são um guia, no mais das vezes divertido, para se levar uma vida saudável evitando ao máximo colocar bobagens no seu sanduíche. (Esta era uma brincadeira entre ele e Leonard Susskind; caro leitor você a entenderá quando assistir ao primeiro vídeo).
Na verdade, resolvi extrair do YouTube uma série de vídeos em que o próprio Richard Feynman explana várias questões, desde a sua participação no projeto da bomba atômica (vídeo 2/4) , revelando o drama e os paradoxos desta vivência, até questões específicas… Em particular quando o repórter faz uma pergunta (vídeo 4/12) e R. Feynman o questiona sobre a própria pergunta feita… “O que vc quer saber?”. É um show sobre formular questões de maneira a se saber aonde se quer chegar. O uso do por que, ao invés do como. Na área da Programação Neurolinguística, R. Bandler e J. Grinder, explicaram a importância de se saber definir um objetivo, ou seja, se você plantar abacaxi pensando em colher banana estará usando as sementes erradas. Desta forma, psicólogos, físicos e outros interessados poderão apreciar um acervo de conhecimento vendo e ouvindo este físico raciocinar e questionar sobre inúmeros temas.
rindo“O primeiro princípio é: você não deve enganar a si mesmo – e você é a pessoa mais fácil de ser enganada”. Richard Feynman (1918 – 1988), Discurso na Caltech, formatura de 1974.

Tributo ao Dr. David Servan-Schreiber

 David rindo  O Dr. David Servan-Schreiber é aquele sobre o qual se poderia dizer: “Foi um grande sujeito”.

Em 1992, quando o participante de uma pesquisa não apareceu para um exame agendado de ressonância magnética no seu laboratório da Universidade de Pittsburgh (EUA), o doutor, considerando-se menos preparado que seus dois outros colegas para lidar com a máquina de ressonância magnética, tomou o lugar no aparelho e o exame mostrou um tumor cerebral (agressivo) do tamanho de uma noz. Foi uma notícia terrível e prá lá de inesperada.  Em seu livro há a narrativa de todo o calvário pelo qual ele passou, e isto é uma reação universal, ou seja, tais notícias sempre geram um impacto enorme na pessoa e em seu círculo próximo. Portanto, é preciso coragem para admitir e para suportar e pedir ajuda.

Memória e Psicoterapia: Milton Erickson & Eric Kandel

erickson_in_college

Eric Kandel

Milton Erickson

Reconstruindo o passado emocional dos clientes    Eric Kandel–> Acima (à esquerda – Milton Erickson)   O jovem  Erickson (in College) – acima

“Não tenho amigos, vivo sozinha e sou muito sem graça para me casar. Decidi procurar um psiquiatra antes de cometer suicídio. Vou tentar por três meses, e então, se as coisas não se endireitarem será o fim “.  Estas foram as palavras de uma jovem de 20 anos para Milton Erickson…

Por outro lado o prêmio Nobel em fisiologia ou medicina no ano 2000, Eric Kandel, nos fornece dados consistentes sobre a memória para embasar a psicoterapia e a hipnoterapia.

A Relatividade do Errado by Isaac Asimov

Asimov

A Relatividade do Errado

By Isaac Asimov
Outro dia eu recebi uma carta. Estava escrita à mão em uma letra ruim, tornando a leitura muito difícil. Não obstante, eu tentei devido à possibilidade de que fosse alguma coisa importante. Na primeira frase, o escritor me disse que estava se formando em literatura Inglesa, mas que sentia que precisava me ensinar ciência. (Eu suspirei levemente, pois conhecia muito poucos bacharéis em literatura inglesa equipados para me ensinar ciência, mas sou perfeitamente ciente do meu estado de vasta ignorância e estou preparado para aprender tanto quanto possa de qualquer um, então continuei lendo.)
Parece que em um de meus inúmeros ensaios, eu expressei certa felicidade em viver em um século em que finalmente entendemos o básico sobre o universo…

Prof. Lugão informa que no final postou a entrevista completa do físico Marcelo Gleiser, que fala inclusive do bóson de Higgs, e mais alguns vídeos sobre o assunto Percebam como a mídia distorce informações para enganar as pessoas e vender livros ( O segredo), filmes (Quem somos nós). A tal partícula de Deus foi um nome inventado por um editor e não tem o menor sentido; no vídeo do físico Michio Kaku esta questão é reforçada.

Sobre elefantes voadores e drogas

dumbo2O vício repousa em uma dissociação, ou seja, conscientemente você sabe que fumar faz muito mal, dá câncer, etc., entretanto a pessoa fuma. Isto acontece além do controle do córtex. A pessoa diz ser capaz de parar a hora que quiser, mas não para. Garante que tem liberdade, mas não tem escolha para dizer não, logo não tem liberdade.

Argumentos críticos sobre o filme “Quem somos nós”.

Quem somos nós O filme “Quem somos nós” foi lançado por volta de 2004 e mais tarde no Brasil. Em uma das semanas de psicologia da UERJ fui convidado para participar de uma mesa redonda sobre o mesmo. Havia assistido ao filme, mas não dei importância ao mesmo, pois o assisti como um entretenimento, uma ficção. Porém, uma vez convidado para falar sobre o mesmo, achei o material abaixo, e aí percebi que não era apenas uma ficção visando lucros de bilheteria, mas uma propaganda ideológica, religiosa, um chamariz, visando preparar, fisgar, adeptos. Assim, resolvi publicar o levantamento que fiz pois julgo ter serventia para os incautos e adoradores de distorções, algo que se convencionou chamar de pseudociência, ou seja, usa-se alguns argumentos verdadeiros, extraídos da pesquisa científica, e se liga estes com conclusões falsas, como foi o caso da “tal hipnose quântica” (que pode ser lido em outro artigo neste blog).

A 1ª crítica é de Ken Wilber, as demais críticas foram extraídas do blog sobre ciência e pensamento crítico, intitulado “O Dragão da Garagem”, alusão aos argumentos de Carl Sagan que ilustra como o pensamento científico procede se alguém declara que tem um dragão em sua garagem… É preciso provar, e se não houver evidências que comprovem a existência do tal dragão… Não se pode perder tempo com algo assim em ciência. Boa leitura.

Admiração e ceticismo by Carl Sagan

Ciência TERÇA-FEIRA, 26 DE MAIO DE 2009

“Admiração e ceticismo”, de Carl Sagan

Admiração e ceticismo

Há apenas um regime de sabedoria humana, de alegação humana de conhecimento, que realmente cumpre a tarefa, e é a Ciência. As religiões dariam seus dentes caninos para serem capazes de predizer qualquer coisa com tal precisão. Pensem em quanta milhagem fariam se alguma vez pudessem fazer predições comparavelmente precisas e sem ambiguidades.

Síndrome de Asperger e Autismo

DSC04284 Neste artigo existem, além de ilações de cunho pessoal, fruto de leituras e da atividade clínica sistemática ao longo dos anos, textos ilustrativos, clips e comentários sobre obras ligadas ao tema. Há também informação sobre a genética do autismo. A descoberta de elos entre o autismo e o DNA promete melhorar o  diagnóstico e levar o tratamento para novos patamares.

ITA2 O artigo foi escrito em Itaúna (Saquarema – RJ), em 27/03/2009.

“Lindo dia, sol, praia, temperatura da água perfeita… O mundo de Darwin”.

Luganus

Sobre a importância do processo de dissociação e associação para os humanos

(Entrevista transcrita concedida à John Marshal da United Express Daily News – Texas – USA – 2009)  

DSC03762

 

 

 

 

 

 

 

J.M. – Prof. Lugão, mais uma vez obrigado por conceder esta entrevista… Gostaria que o senhor explicasse o fato de muitas pessoas apresentarem duas faces ou formas de  comportamento, por exemplo, em público são de um jeito e em casa de outro.