A responsabilidade social dos cientistas: porque a epistemologia é importante

A responsabilidade  social dos cientistas ou … Porque a epistemologia é importante by Prof Celso Lugão

Radithor

Radhitor – água radioativa

Hans Jurgen Eysenck, em uma de suas obras, disse que quando um cientista faz declarações fora de sua especialidade, estas têm o mesmo valor das declarações dos leigos, entretanto, por se tratarem de declarações feitas por um cientista, estas têm um impacto social enorme porque pegam emprestado o aspecto de credibilidade da ciência.
A este aspecto, se pode somar ainda as confusões e distorções causadas pela mídia, seja por um desconhecimento da atitude de vigilância epistemológica por parte da imprensa, seja por interesses financeiros ou mesmo escusos de certos órgãos de comunicação.

Radithor, foi um “elixir energizante” feito com água radioativa. Quando da descoberta da radioatividade os interesses comerciais e financeiros criaram vários produtos à base de radioatividade!!! (Adiante, no final deste artigo, faço uma análise de uma reportagem com o curioso título “Maconha é uma das substâncias mais seguras! Diz especialista”… Seria cômico, se não fosse trágico, para dizer o mínimo).

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

A IMPORTÂNCIA DA SOBERANIA NACIONAL por Celsius Luganus de La Vega

A IMPORTÂNCIA DA SOBERANIA NACIONAL por Celsius Luganus de La Vega

crise-povo-6 Desde que os americanos foram consultados pela primeira vez (na história da busca pelo petróleo neste Brasil) e disseram que aqui não tinha nada, ficamos com este dado para desconfiar do óbvio… Se você der as chaves da tua casa para um estranho você corre o sério risco de ser explorado e roubado.
O tio Sam, assim como outros países, não é o mocinho da história, embora sua indústria cinematográfica venda centenas de heróis… Tais heróis formam um verdadeiro panteão de “deuses” como na mitologia antiga, ou como nas mitologias atuais, que são as religiões espalhadas pelo mundo…

Raphael Patai, na obra ” O mito e o homem moderno mostra como os mitos são criados, chama-se de mitopoese tal processo…

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Sobre a obra Indignai-vos…

Sobre a obra Indignai-vos…

Stéphane Hessel: “Os bancos estão contra a democracia”

Hessel_indignai_vos  Foi aos 93 anos de idade que Stéphane Frédéric Hessel (falecido aos 95 anos; viveu de 20 de outubro de 1917 até 26 de fevereiro de 2013), escreveu a obra Indignai-vos, na qual ele usa sua experiência dos anos de resistência ao nazismo e se baseia no programa elaborado pelo Conselho Nacional de Resistência. Este Conselho  propôs para a França libertada um conjunto de princípios e de valores sobre os quais se apoiaria a democracia após a Segunda Guerra Mundial.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Sobre a crise

downloadEntrevistando o professor de economia japonês, Itiro Kubota, convidado pela imprensa esloboviana.

 

Entrevistadora:

 Mikala Kusnetzoff Herzog.

 

 

 O que o senhor pensa sobra a atual situação da ordem mundial, a crise nos continentes, os imigrantes na Europa, a política na Alemanha, Suíça, França, o terrorismo, as guerras, a América do Sul, o Brasil… Enfim, este caminhar da humanidade?

Itiro Kubota responde:

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

As melhores armas contra o fanatismo e a corrupção

neil-degrasse-tyson

 

 

 

 

 

 

“Talvez o próximo Einstein esteja morrendo de fome na Etiópia”

“Há dinheiro eletrônico  suficiente no mundo e tecnologia para resolver a maioria dos problemas humanos em relação à miséria. Lembrem-se, pelos cálculos de 2012, publicados por Yuval Noah Harari, existem 60 trilhões de dólares no mundo (ou seja, a produção anual era de 60 trilhões em 2012), a soma total de moedas e cédulas é de menos de 6 trilhões de dólares. Ou seja, mais de 90% de todo o dinheiro do mundo, mais de 50 trilhões de dólares, (em 2012), existem apenas em servidores de computador, são cifras eletrônicas” (Harari, Y. N. Uma breve história da humanidade – Sapiens, RS, editora LPM, 2016, p. 186.). Esta é a proporção que ainda se mantém, repetindo… Mais de 90% do dinheiro do mundo é virtual, bits, impulsos elétricos em computadores, cifras eletrônicas. Professor Celso Lugão da Veiga -UERJ

 

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Indignai-vos

 Charge-Servidao-e-submissao  Sobre a obra Indignai-vos…

Stéphane Hessel: “Os bancos estão contra a democracia”

Foi aos 93 anos de idade que Stéphane Frédéric Hessel (falecido aos 95 anos; viveu de 20 de outubro de 1917 até 26 de fevereiro de 2013), escreveu a obra Indignai-vos, na qual ele usa sua experiência dos anos de resistência ao nazismo e se baseia no programa elaborado pelo Conselho Nacional de Resistência. Este Conselho  propôs para a França libertada um conjunto de princípios e de valores sobre os quais se apoiaria a democracia após a Segunda Guerra Mundial.

Um dos princípios preconizados pelo programa era “o retorno à nação dos meios de produção monopolizados, fruto do trabalho comum, das fontes de energia, das riquezas do subsolo, das companhias de seguro e dos grandes bancos; a instauração de uma verdadeira democracia econômica e social, implicando a evicção dos grandes feudos econômicos e financeiros que comandam a economia”.

Copie o link e leia a obra na íntegra http://pt.slideshare.net/augustodefranco/indignaivos

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Técnica de formulação de recursos

 

Celsius 61    Técnica de formulação de recursos

Este texto surgiu da necessidade dos estagiários e estagiárias da UERJ, e de cursos de hipnose que ministrei, ao longo do tempo (desde 1988), de terem um material que os orientasse de uma forma mais objetiva na formulação dos recursos que os clientes necessitam ter para enfrentarem seus traumas ou outros problemas.

Resiliência-no-trabalho

Às vezes tem que tomar remédio também junto com a psicoterapia, tudo depende de um excelente diagnóstico diferencial junto ao cliente.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Vida e Morte: entrevista sobre os temas da palestra.

  Caveira Luminosa     Vida e Morte: entrevista sobre os temas da palestra.

Em 11 de agosto de 2015, a convite do PROEPER foi proferida a referida palestra na Capela Ecumênica da UERJ. Dias após, o professor Celso Lugão concedeu uma entrevista para um grupo religioso (GR) que assistiu ao evento. Segue o registro de toda esta atividade. (Foram três palestrantes, sendo que cada um teve uns vinte minutos para expor argumentos, sendo o título do evento Vida e morte – Fim ou continuidade?).

 

 

 

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Considerações sobre a função de ensinar

5

Sensei Marcio Fontes

Prof. Marcio Fontes entrevista o Prof. Celso Lugão da Veiga

Questões:

  1. Que teorias alicerçam a sua prática educativa?
  2. Como você interpreta o processo ensino-aprendizagem?
  3. Quais são os comportamentos, as atitudes, os instrumentos utilizados pelo professor em sala de aula?
  4. Como se relaciona com os alunos? Que linguagem é utilizada?
Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter

Sobre traumas, personalidade borderline e a dinâmica do psiquismo

fantasy eye Sobre traumas, personalidade “borderline” e a dinâmica do psiquismo

Entrevistadora:  Professor, o senhor poderia explanar sobre o efeito dos traumas?

Prof. Celso Lugão: Bem, sempre que alguém é ameaçado, determinados processos entram em ação. A combinação de vários fatores, como a idade, o tipo de trauma, de ameaça, etc., com estes processos dá uma configuração particular a cada caso.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on Twitter